Ir para o conteúdo

Dúvidas frequentes Sinistro Automóvel

Duvidas Frequentes

Colisão

Mostrar tudo

Você poderá utilizar o benefício do carro reserva apenas se o valor do conserto do sinistro for maior do que o valor da franquia contratada em apólice. Nesta situação, você pode solicitar o carro reserva a qualquer momento. Porém, caso os valores do sinistro não superem a franquia, a responsabilidade por arcar com os custos do carro reserva será do segurado.

Roubo/Furto

Mostrar tudo

Inicialmente, o envio do Boletim de Ocorrência é indispensável. Posteriormente, o BB Seguros irá contatá-lo para solicitar o envio dos documentos necessários para o pagamento da Indenização Integral. 

A relação de documentos dependerá da situação cadastral do veículo, por isto, nossos despachantes efetuarão uma pesquisa prévia afim de encaminharmos a listagem adequada. 

Caso deseje, o segurado poderá consultar nas condições gerais a listagem padrão de documentos necessários ao pagamento de uma indenização integral. Sugerimos que o cliente aguarde o envio da listagem de documentos para evitar eventuais transtornos.

Concluída a análise, no 6º dia útil, será enviada a relação de documentos necessários para pagamento da indenização. Você também poderá visualizar a relação de documentos aqui.

IMPORTANTE: os documentos deverão ser enviados a Caixa Postal informada na solicitação de pagamentos. Não encaminhe documentos de outra forma para evitar extravios ou atrasos na liberação dos pagamentos.

Documentos enviados a endereços distintos do informado na solicitação de pagamentos serão excluídos do selo de qualidade.

Perda Total

Mostrar tudo

IPVA

Mostrar tudo

O IPVA é o imposto sobre a propriedade de veículos automotores que deve ser pago anualmente pelo proprietário do veículo. Ele é devido anualmente a partir de 1º de janeiro de cada exercício e por quem se tornar proprietário do veículo em 1 de janeiro do exercício, independentemente, da data de vencimento para pagamento.
O Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) destina-se as pessoas que possuem carros, motos, caminhões, ônibus, entre outros.

O IPVA é cobrado pela Secretaria da Fazenda do Estado e qualquer tipo de dúvidas, questionamentos, informações ou até mesmo solicitação da possibilidade de restituição do imposto, deverão ser tratadas com este órgão.

O gravame é uma restrição imposta pelas financeiras impedindo a transferência de veículos financiados, consorciados ou arrendados.
Uma vez que o contrato de financiamento, consórcio ou arrendamento é quitado, as financeiras promovem a baixa da restrição de gravame, liberando o veículo para que possa ser transferido.

A consulta poderá ser realizada no site do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) do seu estado ou no site da Secretaria da Fazenda. Cada estado tem um método de consulta diferente, porém, na maioria das vezes, o processo é semelhante.

Sinistros ocorridos a partir de 01/01/2018, o débito de IPVA 2018 deverá ser regularizado pelo proprietário do veículo*. Para efeito de análise da documentação, é considerado regularizado o IPVA sem apontamentos de pendências junto ao órgão competente ou a entrega dos comprovantes de quitação com as devidas identificações do Banco do Brasil Seguros.

*A indenização é devida uma vez que a documentação estiver completa e o veículo livre de quaisquer ônus, gravames ou restrições, conforme rege as condições gerais do seguro.

Vejam abaixo alguns exemplos:

Sinistro de indenização integral por colisão ou roubo / furto com localização do veículo:

• Sofri um acidente ou meu veículo foi roubado / furtado até 31 de dezembro de 2017 que concluiu-se como indenização integral. Devo pagar o IPVA de 2018 ainda que entregarei todos os documentos do veículo sem quaisquer ônus ou gravames no dia 31 de janeiro?

Não, pois, como benefício aos nossos clientes, o Banco do Brasil Seguros arca com este tributo. Documentos completos e entregues até 31 de janeiro de 2018 estão isentos. Já após esta data, a responsabilidade pelo pagamento é do proprietário.

• Sofri um acidente com o meu veículo a partir de 1º de janeiro de 2018 que concluiu-se como indenização integral. Devo pagar o IPVA ainda que entregarei todos os documentos do veículo sem quaisquer ônus ou gravames no 31 de janeiro?

Sim, deve-se pagar o IPVA de forma integral.

Sinistro de indenização integral por roubo / furto sem localização do veículo:

• Roubaram / Furtaram o meu veículo em 2017, devo pagar o IPVA de 2018?

Não, pois veículos roubados ou furtados, ficam isentos do IPVA no exercício subsequente ao roubo / furto.

• Roubaram / Furtaram o meu veículo em 2018, devo pagar o IPVA deste mesmo ano?

Sim, de acordo com o valor expresso pela Secretaria da Fazenda do Estado.

Não. O Banco do Brasil Seguros não realiza a dedução dos débitos do valor a indenizar. Os débitos que estiverem em aberto junto ao DETRAN e a Secretaria da Fazenda deverão ser regularizados pelo proprietário do veículo junto aos órgãos competentes.

Voltar ao topo