Ir para o conteúdo

Notícias

O agronegócio ganha tempo e dinheiro com a tecnologia

A agropecuária nacional preserva 218 milhões de hectares, praticamente metade das terras que ocupa, uma área avaliada em R$ 3,1 trilhões, de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Números tão expressivos como esses só são possíveis porque um grupo cada vez maior de produtores brasileiros vem abrindo suas porteiras para as inovações tecnológicas. Desde a utilização de aplicativos para smartphones, algo tão corriqueiro nos dias de hoje, até o uso de máquinas autônomas, controladas remotamente, essas soluções garantem ganhos em produtividade, redução de custos e a possibilidade de agregar valor à atividade.

Mais que isso, a tecnologia contribui para que o agronegócio atenda às exigências de consumidores cada vez mais criteriosos e preocupados com a origem e os processos utilizados na geração de alimentos, fibras e energia e com a preservação ambiental. Não por acaso, o blockchain, sistema que nasceu para dar transparência e proteção ao segmento das bitcoins, se tornou uma ferramenta importante para agroindústrias validarem fatores decisivos na relação com o mercado, como a rastreabilidade e a segurança alimentar.

Dentro das fazendas, a tecnologia ajuda o produtor a ser mais assertivo, o que traz resultados mais positivos. As análises de solo mais precisas conduzem o uso correto de fertilizantes na preparação do solo para o plantio; as sementes melhoradas são fornecidas já com tratamento que as protege de pragas e doenças e garante maior desempenho; o combate e a prevenção de plantas daninhas podem ser realizados pontualmente, apenas onde há o problema; tudo isso beneficiado pela evolução nas frotas de tratores e maquinário.

Até mesmo o impacto de fatores que fogem ao controle de agricultores e pecuaristas, como as condições climáticas, pode ser mais bem administrado. O mercado já oferece serviços de previsão com 80% de precisão para quando vai chover e mais de 95% para quando não vai chover. Todos esses benefícios ainda podem favorecer os produtores na hora de buscar um financiamento ou contratar um seguro rural, pois a falta de informações precisas tem impacto direto no custo dessas operações. Portanto, vale a pena olhar com mais atenção para essa safra de evoluções tecnológicas e aproveitar para plantar e colher o que há de melhor.

Voltar ao topo